Dois anos de blog e incontáveis coisas para compartilhar

by - novembro 12, 2015


Criar um blog de viagens foi um desafio para mim. Há dois anos atrás eu comecei a vencer algumas barreiras para que meu desejo de compartilhar as coisas boas que eu vivi durante minhas viagens pudesse começar a se tornar realidade. Uma dessas barreiras é minha própria disciplina em criação de postagens porque, quem me conhece pessoalmente sabe que eu mais falo do que escrevo; outro desafio era tentar compreender quais eram as principais necessidades de uma pessoa apaixonada por viagens no que diz respeito ao planejamento, organização e concretização de uma viagem. Sim, porque um dos motivos que mais me fazem continuar com o trabalho do blog é justamente este: compartilhar experiências que possam ajudar quem ama viajar quando se deparam com essas situações e isto porque acredito que a gente cresce quando divide informações produtivas. 


A cada post que eu fazia, mais lembranças vinham à tona e mais vontade eu tinha de compartilhar o que eu aprendi antes e durante as viagens. Ao longo desses dois anos eu pude aprender que lembranças devem ser exercitadas, no sentido de precisarem ser revistas mais de uma vez em nossa vida não só para que elas não se percam com o passar do tempo, mas para que elas funcionem de novas maneiras para gente e, no meu caso, era como se determinada lembrança que eu tinha de uma viagem fosse renovada quando eu compartilhava alguma postagem no blog. E isso me fazia crescer também, além de me deixar muito feliz com o resultado. 

Em determinado momento nesses dois anos eu senti que precisava vencer mais alguns desafios e pensei sobre a mudança de endereço e nome do blog. Após refletir muito, conversar muito com amigos e buscar muito aprendizado, o "Brazuca Viajante" deu lugar ao "Brasileira Viajante", um novo nome, com novo endereço, mas as mesmas lembranças, a mesma diversão e a mesma vontade de crescer junto com quem acompanha o blog. O resultado foi uma nova visão e a renovação de alguns sonhos, que parte deles já estão sendo realizados e outros ainda estão por vir. 

Há apenas uma pessoa que eu gostaria de mencionar o nome aqui como forma de agradecimento meu por esses dois anos de blog e pela qual eu tenho o maior amor que há em mim: Deus. Admito plenamente que tudo o que eu consigo realizar na minha vida em meus projetos e ideias, toda criatividade, toda iniciativa e motivação vem dEle. Sem Deus esse blog não existiria, porque tudo o que tem aqui veio através do que Ele É em mim. Meu objetivo principal no Brasileira Viajante é ajudar no crescimento das pessoas em suas viagens nesse mundo, mas acredito que há uma viagem bem mais interessante, bem maior e mais profunda a ser feita por todos, que é mergulhar no conhecimento do amor de Deus. E é nessa viagem que eu busco investir sempre, de alguma forma, aqui no blog. Mas também quero agradecer a todos que me ajudaram e ajudam na composição e desenvolvimento do Brasileira Viajante: minha família e amigos. Vocês foram e serão sempre parte da minha inspiração na concretização de meus sonhos. Amo vocês. 

Nesses dois anos aprendi que só comecei a jornada. Dependendo do ponto de vista, pode-se pensar que é muito tempo, mas eu acho que é só o início de muitas coisas boas que estão por vir. Cada vez mais eu percebo que há mais pessoas conseguindo ter seus sonhos de viagem realizados e, consequentemente, ganhando mais memórias para guardar no coração (e quem sabe compartilhar com os outros também?). Gosto de ouvir experiências de viagens das pessoas, gosto de rir com elas, me emocionar com elas, ter ideias com elas quando a conversa é sobre viagem e sinceramente espero que eu sempre tenha momentos assim na minha vida. E você? Imagino cada viajante no mundo como parte de um grande grupo de sonhadores, cada um indo atrás de suas realizações pessoais em lugares diferentes de sua casa, que pode ser física ou não. Vejo esse grande grupo de sonhadores se deliciando com as experiências que ganham a cada passo dado no destino de viagem que estão vivendo e percebendo que, quanto mais a gente vive, mais responsabilidades em compartilhar o bem a gente ganha. Porque ser humano é isso também, é dividir lembranças a favor do crescimento do outro e isso não tem cotação de dólar, não tem orçamento de hospedagem, não tem saldo em conta bancária que pague. É abstrato, é enriquecedor e chega a ser sobrenatural. Sim, porque viver um sonho é mais do que a naturalidade. É ser mais feliz na nossa história de vida. 

Obrigada por apoiar, se divertir e me ajudar a crescer com o Brasileira Viajante. E que essa relação de troca continue entre nós. 

Roberta Prevedello

You May Also Like

0 comentários