CHILE: Valle Nevado

by - janeiro 25, 2016


E eu vi a neve de novo! Hoje o post é sobre o passeio pela Cordilheira dos Andes, no Chile, local bastante procurado por quem quer ver a neve de pertinho e gastando bem menos do que em um país da Europa. Se você leu o post "FRANÇA: EuroDisney", vai checar minhas fotos na neve francesa, a primeira vez que vi de pertinho esse fenômeno natural tão lindo. Pensa em uma carioca vendo neve pela primeira vez? Agora pense em uma carioca vendo neve de novo e em plena Cordilheira dos Andes? Pois essa sou eu, graças a Deus podendo viver isso de novo e com outras amigas especiais.

O Valle Nevado é só uma das muitas regiões turísticas da Cordilheira dos Andes, famosa extensão de montanhas que se prolonga desde a Venezuela até a Patagônia, passando pelo Chile, Argentina, Peru, Bolívia, Equador e Colômbia e há diversos destinos de viagem famosos que se localizam próximos a ela, como a cidade argentina de Bariloche e a cidade peruana de Macchu Picchu. O Chile acaba se tornando uma opção mais em conta para quem quer "ver a neve", já que o acesso às estações de esqui do país é bem mais barato do que na Europa ou em outros países de clima típicos de inverno. Nossa opção foram as estações de Farellones e Valle Nevado, após pesquisas que fizemos inclusive com amigos que já haviam visitado essa regiões. Em ambas é possível esquiar, mas Farellones é mais indicada para quem não quer praticar o esporte e só quer "brincar na neve" com amigos e família (tem espaço para "brincar", ou seja, não tem só estações de esqui).

Nós fomos ao Valle Nevado (e demais estações de esqui) com a Sambatour, uma empresa de turismo chilena que nos atendeu super bem. Indico mesmo para quem quer passear no país e não só nas estações de esqui, mas em outros pontos turísticos chilenos também, conforme indicação de amigos meus que já fecharam passeios com eles. Eles nos buscaram na porta de nosso hostel e lá fomos nós rumo à neve chilena (como fomos no final de setembro, ainda encontramos por lá). Falemos agora das dicas para se aproveitar esse passeio:


Aluguel de roupas e equipamento: há uma loja na subida ao Valle Nevado onde é possível alugar roupas e equipamentos de esqui, mas também é possível fazer isso em lojas nas próprias estações de esqui, o que dizem que é mais caro, mas não sei dizer, porque preferimos não arriscar e alugarmos algumas peças de nossas roupas de inverno na loja à beira da estrada mesmo. É uma loja bem movimentada (bastante mesmo) e encontramos calças, casacos, toucas, luvas, botas e afins por lá. Se você já tiver essas roupas ou até mesmo o equipamento no caso de querer esquiar, é bom mas, no caso da prática do esporte, acho que alugar por lá evita possíveis transtornos no transporte do equipamento durante o voo, aeroporto, carro, hotel e afins, Sobre as roupas e, dependendo do frio na época, é possível se agasalhar bem com roupas térmicas e casacos impermeáveis para se economizar no aluguel, mas recomendo ao menos alugar as botas e a calça, porque são próprios para a neve mesmo. Sem chances de andar na neve com botas de couro ou de plástico, porque o frio é intenso nos pés. Luvas também são super recomendadas, para se evitar insensibilidade nos dedos, além de óculos escuros, já que a claridade nas estações de esqui é bem intensa devido ao branco da neve para todo o lado (fica quase insuportável ficar sem óculos escuros na neve!). Uma boa notícia é que é possível comprar alguns itens sem precisarmos alugar, como as luvas, que compramos em um camelô ao lado do Mercado Central de Santiago (pagamos em torno de 5.000 CLP - pesos chilenos por um par de luvas). Uma amiga comprou a calça em um brechó, no centro de Santiago, e economizou também, então vale a pena pesquisar por roupas impermeáveis antes de alugá-las.

Avalie se você quer "ver neve" ou "praticar esporte": parece besteira, mas não é, já que nem todas estações tem espaço para diversão sem esqui, ou seja, há estações próprias para esqui (onde só há teleféricos, aulas de esqui, rampas tratadas, etc) e outras onde há um "espaço" para diversão com amigos e família. Identificar seu objetivo no passeio na neve é muito importante para não haver possíveis decepções. Como falei anteriormente, a estação mais indicada para se "brincar na neve" é Farellones, mas dá para fazer o mesmo em El Colorado também, até onde soube pelas minhas pesquisas pré-viagem. Optamos por uma região entre El Colorado e o Valle Nevado, uma região em que tinha um amplo espaço para brincadeiras e até estacionamento com diversos carros de família fazendo almoço ao ar livre e tudo! Quase me senti em um churrasco na laje carioca, rs.

Alguns sintomas na altitude da Cordilheira dos Andes: as estações de esqui ficam em altitudes bem elevadas da Cordilheira dos Andes, o que nos remete à questões como pressão atmosférica, ventos gelados, terreno assimétrico e afins. É importante fazer uma auto análise básica antes de encarar um ambiente como esse, além de levar remédio contra enjôo e dor de cabeça, chicletes e se prevenir com manteiga de cacau nos lábios, devido à baixa temperatura. Novamente: não se esqueça de ir com óculos escuros! Serão bem úteis contra a claridade intensa na neve.

Refeições: Nós optamos por não fazermos refeições nas estações de esqui, por ser bem caro, segundo ficamos sabendo por amigos que já haviam ido lá, então levamos lanchinhos básicos como sanduíches e frutas. É uma boa opção para se economizar, além de água também, é claro. Hidratação é importante em um ambiente um tanto que instável como a cordilheira.

Chegada ao local: algumas pessoas preferem alugar carro para ir até às estações de esqui, o que não recomendo por conta da imprevisibilidade na estrada, devido ao clima muito frio. Coisas como carro preso na neve ou imprevistos básicos de funcionamento do carro mesmo podem acontecer, o que só atrasaria sua viagem. Quem opta por esse transporte deve ficar atento à empresa de aluguel de carro e à proteção nos pneus do veículo, pois as pessoas usam correntes nos pneus, para evitar que o veículo derrape na neve. Aluguel de carro ou até mesmo ir de carro por conta própria é uma opção, mas penso que só é viável para quem se garante bem em dirigir em estradas assim. Preferimos contratar o passeio ao Valle Nevado com a Sambatour, que foi ótima conosco!

Acredito que essas são as dicas básicas para se aproveitar bem a neve chilena. Caso você tenha outras, não deixe de compartilhar aqui com a gente, nos comentários desse post, ok? Dicas são sempre bem-vindas por aqui! :)



Saindo de Santiago do Chile

Uma selfie em frente à loja de aluguel de roupas e equipamentos de esqui

Parece que encolhi na roupa de inverno..
Amigos de viagem prontos para a aventura na neve..

Alpacas, primas distantes das lhamas

Primeira parada: Farellones. Percebam que a neve já estava indo embora nesse trecho da estação de esqui, no início do mês de setembro.

Estação de esqui La Parva

Uma selfie com o Bino, excelente guia turístico da Sambatour, empresa de passeio turístico chilena. E eu sem conseguir abrir os olhos direito, de tanta claridade na face.

Estação de esqui de El Colorado.


Deixando El Colorado..

Local em que paramos para nossa diversão na neve, entre El Colorado e Valle Nevado.

Que comece a festa! 

Amiga Marcela e eu.. :)

Sem meu óculos escuros, nem abrir os olhos para selfie eu consegui!

Porque brincar na neve cansa.

Sendo turista..

Valle Nevado..


E você? Já foi ao Valle Nevado? Então conte aqui pra gente como foi! :)

Até o próximo post!

Já viu esses posts?

0 comentários