O que fazer na Regent Street, em Londres

by - novembro 21, 2013


Na Regent Street encontramos várias lojas de diversos produtos, desde as famosas, as de grife (inclusive foi nessa rua que eu dei de cara com o David Beckham, acredite se quiser) até as mais baratas, onde podemos comprar os famosos souvenirs, que trazemos de presente para o Brasil. 

Ouça este conteúdo aqui:




A Regent Street é assim chamada em homenagem ao Príncipe Regente, mais tarde Jorge IV, e "corta" outras ruas também conhecidas do centro de Londres (Oxford Circus, por exemplo), além de ser de fácil acesso pra estações importantes de metrô, como a Picadilly Circus (que fica bem perto da Regent St).

De praticamente qualquer ponto turístico conhecido de Londres é possível chegar à Regent Street, pois a avenida fica no centro da cidade. É possível chegar de metrô, ônibus, táxi e até mesmo a pé, dependendo do local em que vocês estiver, é claro.
Fazer compras e tirar boas fotos são uma das coisas mais legais pra se fazer na Regent Street. Como há centenas de lojas, é interessante dar uma passadinha nelas para checar se vale a pena comprar roupas e acessórios, por exemplo, porém eu sempre recomendo a pesquisa básica que todo bom turista deve fazer antes de levar determinado item sem pesquisar o preço em outro local.

Também é possível pegar um dos famosos ônibus vermelhos da cidade lá mesmo, na Regent Street. Como é uma importante avenida da cidade, há diversas linhas de ônibus que circulam nela e que te levam a lugares encantadores.

Aproveite e tire bastante foto. A avenida é um dos pontos turísticos da cidade e já foi palco de diversos eventos de Londres (quando há celebrações do Palácio de Buckingham, por exemplo, a Regent Street fica toda ornamentada; é lindo de se ver!), então vale a pena registrar esses momentos.

Perto da Oxford Street, outra avenida famosa da cidade; relativamente perto da Trafalgar, Square e da Galeria Nacional.

Caso seu perfil de viajante seja consumista, separe ao menos metade de um dia para visitar a Regent Street, por causa das compras. E, neste caso, deixe para ir após o horário do almoço, já que você deve sair das lojas com bolsas de compras e, visitar outro ponto turístico com sacolas na mão pode não ser muito prático.

De lá é possível pegar um dos ônibus da cidade, porque há muitos pontos de ônibus ao longo da avenida. Só se prepare para um possível trânsito, dependendo do horário do dia.

Também há diversos fast-foods por perto, então não é necessário se deslocar muito para se fazer uma rápida refeição.

Há algumas estações de metrô por perto também, o que facilita bastante o deslocamento.

É possível sair da região da Trafalgar Square, onde fica a Galeria Nacional também, e caminhar até a Regent Street. Não é um trajeto muito rápido, mas é possível fazer, fora que, no caminho, a gente encontra muita coisa legal da cidade. Vale a pena.

Como tudo que eu vi em Londres, gostei muito de conhecer mais esse pedaço da cidade. Eu sou apaixonada por cidades, então o clima de certa agitação e movimento da Regent Street me encantou.
Uma das coisas mais interessantes de lá é a mistura do antigo com o novo: são tantos prédios antigos, com arquitetura bem característica do "velho continente" misturada a modernidade de lojas de tecnologia e afins, que a gente se sente um pouco no passado, mas com o ar do presente.
Recomendo esse passeio, que é bem prático de se fazer e dá pra incluir no roteiro dos pontos turísticos do centro de Londres tranquilamente.


E você? Já foi à Regent Street? Quais as dicas tem para compartilhar aqui com a gente?

Até o próximo post!

Já viu esses posts?

0 comentários